Slider

Bem-vindo à ANBIOQ

A Associação Nacional de Bioquímicos (ANBIOQ) é uma associação sem fins lucrativos fundada em 2000 com o intuito de proteger e ser uma voz unificada de todos os profissionais de Bioquímica em Portugal, em matérias de representação profissional e política, bem como de promover o desenvolvimento técnico-científico dos seus membros.

A ANBIOQ destaca o seu envolvimento de acordo com o seu corpo de representação, nos profissionais de análises clínicas, genética humana e embriologia/reprodução humana; e de investigação científica e bioempreendedorismo. Neste âmbito, bifurca-se nas comissões LabGen e SciTech.

Ambas as Comissões focam-se na representação justa de uma classe profissional, valorizando, fortalecendo e dando voz personalizada à excelência dos bioquímicos portugueses.

HISTÓRIA

1995 – A ideia

A ideia de criar a Associação Nacional de Bioquímicos surge em Coimbra, no Fórum de Bioquímica, Inovação, Saúde e Industria (FORBISI). Aí são realizados os primeiros contactos com o fim de criar uma associação nacional que represente os Bioquímicos e os seus legítimos interesses científicos e profissionais.  

1997 – Comissão Instaladora

É criada uma comissão instaladora para, entre outros, redigir os estatutos da futura associação.

1998 – Os Estatutos

Realiza-se em Tomar (durante o XI Congresso da Sociedade Portuguesa de Bioquímica) a primeira apresentação dos estatutos da futura associação.

2000 – Primeira Direção Nacional

Em Setembro é eleita a primeira Direção Nacional em Assembleia Geral realizada na Póvoa de Varzim, no I Congresso Nacional de Bioquímica. Nesse mesmo ano é realizado o I Inquérito Nacional aos Licenciados em Bioquímica e nasce o primeiro Website da nova Associação.

2001 – Jornadas Profissionais

Ano em que a jovem ANBIOQ organiza no Porto as “I jornadas Profissionais da ANBIOQ” subordinadas ao tema “Bioquímicos, que presente?”. Ano do lançamento do primeiro boletim informativo.

2004 – Edição de Livro

Apresentação e edição do livro “Um embrião de Cultura Cientifica”.

2007 – Bioquímicos Profissionais de Saúde

São realizadas as primeiras reuniões que procuram abordar o presente e o futuro dos Bioquímicos profissionais de saúde.

2008 – LabGen: Comissão Laboratório e Genética dos Bioquímicos Clínicos da ANBIOQ

É criada a LabGen, que passa a representar os bioquímicos clínicos e profissionais de saúde a trabalhar em análises clínicas e em genética.

2009 – Plataforma de Formação e Informação da LabGen

É criada a Plataforma Moodle de Formação e Informação da Comissão de Laboratório e Genética dos Bioquímicos Clínicos da ANBIOQ (http://formacao.anbioq.pt/).

2010 – Reorganização Interna e nova imagem institucional da ANBIOQ

É lançada a nova imagem institucional da ANBIOQ e realizado um referendo nacional em torno da criação da “Ordem dos Bioquímicos”. São criadas as 5 Subcomissões da LabGen. A LabGen lança a primeira avaliação da qualidade analítica do laboratório clínico nos 6 sigmas (PCQI).

2011 – SciTech e AN(E)BIOQ

São criadas duas novas comissões: A Scitech, que representa os investigadores; e a AN(E)BIOQ, Associação Nacional de Estudantes de Bioquímica (hoje, uma associação independente da ANBIOQ – APEBQ). Participação da LabGen na revisão das NOCs. É realizada, em Leiria, a 1ª Reunião Nacional de Bioquímicos.

2012 – Rede de Estágios Profissionais

É criada uma rede de estágios profissionais e também a 1ª Comissão de Avaliadores da LabGen com o objetivo de supervisionar o processo de certificação dos profissionais bioquímicos da área da saúde. A ANBIOQ e o INSA IP celebram um protocolo de cooperação em áreas da saúde de interesse comum.

2013 – Acordo de Cooperação sobre Certificação Profissional entre a ANBIOQ e a Ordem dos Biólogos (OBIO)

É aprovado o Regulamento Interno da LabGen, passando a atribuir o título de Bioquímico Clinico aos Técnicos Superiores de Saúde pela ACSS e aos Especialistas em Análises Clínicas, Genética Humana e Embriologia pela OBIO. São nomeados os representantes da ANBIOQ para a Direção do Colégio de Biologia Humana e Saúde da OBIO.

2015 – O Bioquímico Clínico

São atribuídos os primeiros certificados de “Bioquímico Clinico” aos Bioquímicos Técnicos Superiores de Saúde pela ACSS e aos Bioquímicos Especialistas em Analises Clinicas, Genética Humana e Embriologia pela Ordem dos Biólogos.

2016 – Apresentação europeia do procedimento profissional otimização de cartas de controlo interno

É apresentado, pela LabGen e pela OBIO, o primeiro procedimento profissional que quantifica o risco de decisão clinica, introduz os requisitos clínicos de qualidade diretamente nas cartas de controlo interno e define os procedimentos técnicos de harmonização da resposta laboratorial dentro dos mesmos grupos de laboratórios clínicos, públicos ou privados.

LABGEN

A Comissão de Laboratório Clínico e Genética Humana de Bioquímicos Clínicos da ANBIOQ (LabGen-ANBIOQ) surgiu em 2008 e tem como missão:

“Promover a participação ativa, plural, construtiva e de excelência dos Bioquímicos Clínicos Portugueses na Sociedade”.

Para cumprir com a sua missão foram criadas as seguintes Comissões de trabalho: Coordenadores, Formação, Qualidade, Laboratório Clínico, Genética Humana e Avaliadores.

Em cumprimento com o Regulamento Interno da LabGen-ANBIOQ, são atribuídos os seguintes Graus de Membros: Provisório, Efetivo e Bioquímico Clínico”.

SCITECH

A SciTech-ANBIOQ é a Comissão especializada para a Investigação em Ciência e Tecnologia da Associação Nacional de Bioquímicos.

Sendo que cerca de 64% dos licenciados em Bioquímica em Portugal tornam-se investigadores (Fonte: III Inquérito aos licenciados em Bioquímica –ANBIOQ), a ANBIOQ sentiu a necessidade de criar uma comissão especializada que represente a comunidade bioquímica ligada à investigação.

A SciTech não pretende ser um organismo fechado, mas sim uma ponte entre a ANBIOQ e outras associações que representam a classe investigadora em Portugal (ABIC; ANICT; SPB entre outras).

O âmbito da SciTech-ANBIOQ é representar os interesses da comunidade bioquímica portuguesa ligada à investigação, quer em Portugal quer no Estrangeiro. Deste modo, a SciTech-ANBIOQ pretende:

- Promover ações no sentido de dignificar e melhorar as condições sociais da profissão de Investigador em Portugal, colaborando com associações profissionais e
cientificas já existentes;

- Promover e colaborar em ações de formação científica e de bioempreendorismo;

- Promover e divulgar congressos/seminários técnico-cientificos.

Porquê ser sócio da ANBIOQ?

Tendo por missão a união dos Bioquímicos em Portugal como grupo profissional, poderá encontrar na ANBIOQ uma associação que apoia em diferentes fases da atividade profissional, fornecendo ferramentas, meios e contactos.

Para tal, além de facilitar o acesso a uma alargada rede de contactos através dos seus mais de 600 sócios, a ANBIOQ promove e organiza workshops, formações e encontros profissionais com interesse para os profissionais de saúde, investigadores, técnicos, empreendedores e estudantes. Além disto, através das nossas plataformas online, divulgamos diversas oportunidades profissionais, atividades e eventos que, não sendo organizadas pela ANBIOQ, acreditamos serem do interesse dos nossos associados.

No caso dos profissionais de saúde, a ANBIOQ oferece ainda formação profissional especializada além de oferecer uma rede de apoio para o desenvolvimento profissional.